O circo do sol

HISTÓRIA DO CIRCO DO SOL

No começo dos anos 80 no Canadá, um artista de rua – daqueles que cospem fogo – chamado Guy Laliberté, chamava atenção com sua pequena trupe talentosa de circo.

Sem animais e contando apenas com artistas e malabaristas, ele buscava um novo jeito de fazer a arte circense. Como todo empreendedor ele experimentou alguns fracassos, mas junto com seus amigos Daniel Gauthier e Giles Ste-Croix (gisles t coar) perseveraram e conseguiram certo reconhecimento local e acabaram sendo convidados pelo governo de Quebec em 1983 para fazer um grande espetáculo para comemorar o descobrimento de 460 anos do Canadá, pelo navegador francês Jacques Cartier.

Então fizeram um espetáculo chamado Le Grand Tour du Cirque du Soeleil.

Ali começava a saga incrível do Cirque du soleil, o circo do Sol, que seria mais tarde conhecida no mundo todo como a maior companhia circense do mundo!

O Crescimento do Circo

Depois do primeiro ano empolgante e arrebatador, o Cirque de Soleil experimentou percalços nos anos seguintes, tanto que em 1986 a companhia estava agonizando, a tal ponto que um dos seus fundadores Gilles Ste-Croix, caminhou pelas ruas de Toronto vestindo uma fantasia de macaco, para divulgar o espetáculo do circo. Tempos difíceis!

Mas com o apoio de entidades sem fins lucrativos, do governo e de amigos, Laliberté colocou o circo em pé novamente e finalmente em 1987 colocaram em turnê o espetáculo Novélle Experiénce, que deu o formato para todos os espetáculos que vieram depois. Sem cortinas, com uma história enredada, com artistas encarnando personagens, fosse eles equilibristas, cantores, malabaristas, contorcionistas ou palhaços. Esse formato seguiu em outros espetáculos com Saltimbanco, Mistére, Alegria, Varekai e Amaluna, que eu tive o prazer de assistir pessoalmente…

Em todos eles as músicas são do Cirque du soleil e tocadas ao vivo, por músicos incríveis, envolvendo o público numa experiência única!

Assistir a um espetáculo do Cirque Du Soleil é ver o impossível acontecer o tempo inteiro bem na sua frente. Os artistas fazem coisas absurdamente incríveis e tudo parece tão fácil, tão leve, que parece não haver gravidade.

Um homem pode escalar uma vara de oito metros mais rápido que um macaco e descer por ela como um bombeiro, porém de ponta cabeça e caindo rápido – parando a com o nariz a dois centímetros do chão. Extraordinário!

E vendo todo aquele desempenho, toda aquela entrega de altíssimo nível, eu fiquei pensando no que estava por trás das máscaras. Quem eram aqueles artistas, como eles podiam fazer coisas tão incríveis. Será que eles eram pessoas especiais, eles tinham dons? O que fazia deles alguém que merecesse ser do cirque du soleil. Como eles se prepararam para chegar até ali? E finalmente, como é possível tantas pessoas juntas fazerem coisas tão incríveis? Era muito talento por metro quadrado junto. Qual a essência de um profissional de altíssimo nível?

Atualmente o Cirque du Soleil é uma empresa com faturamento acima dos bilhões de dólares e com mais de 5 mil funcionários. Eles têm mais de 20 espetáculos acontecendo simultaneamente em várias cidades do mundo. É uma multinacional e debaixo de uma mesma lona de circo podem existir artistas de dezenas de nacionalidades. O que os une é a arte, o ideal do Circo du Soleil e o nível de entrega.

Pra manter um time tão grande e dar conta de um turnover anual de mais de 20%, o processo de recrutamento e integração dos artistas é tão especial, quanto o espetáculo que assistismos.

Os olheiros do Circo estão por todos os lugares do mundo recrutando talentos, em eventos de esporte, pequenos circos, shows de teatro, música e companhias de dança. Os artistas são convidados para testes, que funcionam como grandes peneiras para selecionar os melhores, os artistas com maior potencial. Interessados também podem enviar vídeos para o cirque e normalmente eles fazem mais de 90 audiçoes por ano, com centenas de artistas pelo mundo. Numa audição de 100 artistas, apenas 4 ou 5 são selecionados para ficar no banco de talentos do circo. Quando existe alguma oportunidade, então eles são chamados.

Quando isso acontece, o artista finalmente ingressa no circo e passa para uma preparação de 5 meses, para poder entrar em cena em algum espetáculo. E durante a preparação, eles têm uma companheira constante: a dor! Dor! Muita dor! Treinamentos exaustivos,

Aqueles artistas brilhantes dos testes, quando chegam, não são capazes de fazer os números mais simples do Cirque du Soleil. Então eles treinam, treinam, tentam, caem, sofrem, se lesionam, se machucam, e fazem de novo, de novo, de novo, sentindo dor, exaustão, cansaço e treinam… treinam… e treinam mais.

Não é dom. Eles se matam na preparação, para fazer parte daquele espetáculo mágico.

Ao final de 5 meses de treinamento eles estão mais fortes, com dedos mais largos, com abdomens definidos e com a força mental de quem faz as coisas com absoluta precisão. O segredo dos artistas do Cirque du soleil não é dom, mágica ou talento nato. Todos são aprendizes há muitos anos e transformam seu suor em magia para os nossos olhos.

Qual?

Mas afinal…

O que os caçadores de talento buscam quando estão recrutando?

Eles buscam pessoas que se destacam no que fazem, muitos dos selecionados já são os melhores do mundo em alguma coisa, ginastas, atletas ou dançarinos. Mas o circo exige outras práticas, outras habilidades, então nos testes eles buscam quem tem PO-TEN-CIAL! Ninguém está pronto para subir no palco do circo do sol. Potencial quer dizer que a pessoa pode não exercer a habilidade ainda com maestria, mas tem elementos que podem leva-lo até lá.

Outra coisa importante é contratar artistas inteligentes! Mas não é a inteligência que você está pensando aí. Existem muitas inteligências: o QI, a Inteligência emocional….

Mas aqui a busca é por inteligência corporal e em alguns casos, inteligência musical.

E claro os artistas do Cirque du Soleil tem valores como disciplina, criatividade, expressão, perseverança, doação, apoio, comunidade, união, inovação e principalmente SINGULARIDADE.  E tem uma música num dos shows, chamada The Change, que fala como é o mindset do Profissional que trabalha no Circo do Sol

Dentre outras coisas ela diz assim:

Nos corremos, nós todos

nos sonhamos em ser mais rápidos

se nos machucamos nós tentamos

Nós conseguimos…  Esqueça a dor

Pelos céus podemos acender e brilhar…

Nós vivemos para lutar pelos nossos sonhos

Veja a musica aqui:

Os artistas do Cirque du Soleil reúnem em si muitas das qualidades de um Profissional HD. Muitas pessoas podem falar palavras soltas para definir alguém assim. Mas aqui a gente faz isso em Alta Definição. O núcleo de um profissional de alto nível, seu mindset, seu PH, suas inteligências, suas crenças. Existe muito mais sob a superfície e você pode descobrir EXATAMENTE quais são as habilidades que você precisa desenvolver para ser alguém fora da curva.

E o mais importante, como encontrar a sua plenitude. Vem aí uma nova jornada, chamada Profissional HD e ela é feita para você!

Se você quer performar em alto nível, ter reconhecimento e êxito profissional… então vamos para as práticas HD desse episódio.

 

PRÁTICAS HD – Descubra cada uma delas!

 

PRÁTICA NÚMERO 1

Nesse episódio eu falei de POTENCIAL, Inteligencias e o que é um profissional fora da curva, mas é claro que eu não falei tudo.No próximo dia 24/04 às 21:00 eu vou fazer uma MASTERCLASS de ALTA PERFORMANCE PROFISSIONAL. Uma aula online, ao vivo, aonde eu vou te dar o mapa da mina.

Acessa https://www.masterclass.michaeloliveira.me/ agora e se inscreve! Vai ser top, inédito e com aquela pegada que só o líder HD tem.

PRÁTICA NÚMERO 2

Se você nunca assistiu um espetáculo do Cirque du Soleil, não perca por nada quando tiver uma oportunidade. Mas o que você pode fazer agora é assistir alguns trechos incríveis que eu vou deixar no post desse episódio. Num deles a artista Lara Jacobs vai no TEDx e faz um número de equilíbrio que eu assisti ao vivo no circo e é de tirar o folego. Vejam:

PRÁTICA NÚMERO 3

Na vida você pode ficar tateando o caminho profissional e as vezes pode se dar conta que passou anos batendo na tecla errada. Você já passou por isso? Será que você tem consciência clara e o mapeamento do seu potencial? Sua mente está trabalhando a seu favor ou sabotando a sua expressão? Você tem domínio sobre como se conectar com as pessoas e trabalhar em equipe, de verdade? O seu desempenho é extraordinário? Você tem a exata noção dos seus valores e do seu nível de consciência?

Você tem um mentor para te ajudar com todo o coração a se desenvolver em tudo isso? Se você quiser, eu posso te ajudar, se inscreve no site https://www.masterclass.michaeloliveira.me/ e vem comigo.

E aí pessoa, será que você consegue fazer essas práticas e ser um profissional HD? Agora é só fazer aquela coisa que transforma! FAZER!

Pessoa, aqui Michel Oliveira, eu sou Líder HD e Fundador do Instituto Brasileiro de Liderança. Esse texto é um dos conteúdos que eu faço para você. No site www.liderhd.com tem muito mais.

Aliás, vem aí algo MUITO ESPECIAL!

Logo depois da MASTERCLASS no dia 24/04 as 21:00 eu vou abrir as vendas para o Curso Profissional HD, o manual do êxito.

Nesse curso 100% online, vou te mostrar em alta definição o que é um profissional de alto nível e te ensinar como você chega lá. O que é êxito profissional. Como você pode chegar lá e o caminho para você encontrar a tua plenitude profissional. É um conteúdo inédito, transformador e com a qualidade do Líder HD.

Esse curso é para qualquer profissional, seja líder ou não, de qualquer área de atuação. Esse curso é para quem quer evoluir, alcançar o seu melhor, performar, buscar sua singularidade, expandir a consciência e ter uma visão clara do que é um profissional de valor, alguém de alto nível e claro, como chegar lá.

O curso é 100% online. Você pode fazer a qualquer tempo e qualquer hora. Você pode assistir de qualquer dispositivo que tenha internet, inclusive seu celular. É fácil, é conteúdo de primeira linha e cabe no seu bolso. A gente fez tudo para te dar a melhor experiência.

Acesse https://www.masterclass.michaeloliveira.me/ e se inscreve. As vendas vão abrir logo após o MASTERCLAS às 21:00 do dia 24/04.

CEREJA DO BOLO

Eu vi no Cirque Du solel um valor extremamente elevado, tanto quanto o amor e a paz. Uma coisa que a gente consegue sentir como pessoa e profissional quando estamos conectados com a nossa essência e encontramos sentido no que a gente faz. Esse valor é: Alegria!

Você tem alegria de fazer o que faz? Alegria com o que você ganha pelo que faz? Tem alegria na forma como você faz?

E o que é a alegria? Há um espetáculo do Circo do sol com esse nome e uma música deles incrível. Vejam:

 

ÚLTIMA GOTA

Na última gota desse texto, eu quero te contar te contar uma coisa interessante:

Eu vi profissionais incríveis atuando no Circo do sol e nesse episódio eu falei dos profissionais HD. Mas eu me dei conta de que ali, naquele espetáculo incrível, não tinha nenhum líder do palco, mas com certeza deve haver algum líder notável, que fez aquilo tudo acontecer. Mas ele não foi lá receber os aplausos nem os holofotes. Os melhores líderes são assim. É uma belíssima reflexão!

Chegamos ao final de mais um texto, você gostou? deixa o seu comentário aqui em baixo. Não se esqueça que você também pode ver esse conteúdo em áudio. Aproveite. Até a próxima.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

MICHAEL OLIVEIRA

Michael é Líder e Fundador do Instituto Brasileiro de Liderança. Atua em posições estratégicas há 20 anos, é especialista em gestão de negócios e já liderou equipes e empresas nas principais capitais do Brasil, ocupando cargos de gerência até CEO.

Leia também