Como encontrar sentido em tudo que faz

A sua busca por sentido está extremamente ligada à sua visão sobre as coisas. A forma como enxerga o mundo afeta o comportamento e as percepções. Encontrar sentido é o primeiro passo para o bem-estar, a felicidade e a realização pessoal.

Mas como achar sentido em tudo que se faz? Para encontrar a resposta, em primeiro lugar você deve entender o que é sentido. Sentido é um propósito, é a razão pela qual você faz alguma coisa. O primeiro exercício, portanto, é pensar por que se faz algo, por que pensa de alguma maneira, por que age de outra.

Partindo de uma reflexão maior, para entender de fato o desejo que existe, podemos reformular essa pergunta. Como encontrar sentido para me engajar em tudo que faço?

Fazer as coisas simplesmente por fazer baixa o nível de engajamento e o interesse envolvidos. É preciso encontrar uma conexão. E a conexão tem vários níveis de consciência: quanto mais elevado, mais sentido e significado encontraremos.

Quando a busca é por alguma satisfação externa, a consequência sempre será a frustração. A escolha vai trazer inquietação para a consciência, pois sempre haverá algo melhor do que aquilo que foi escolhido. Se as conquistas são colocadas dependentes de algo fora do íntimo, vai existir insatisfação. Pode ser que consiga o que se quer no momento, mas logo depois, outro vazio vai se instalar. A satisfação externa não preenche, é momentânea, é efêmera.

Por outro lado, quando a busca é interna, haverá a verdadeira realização, pois leva a reflexões de crescimento, conhecimento e eleva o nível de consciência, fazendo com que você se torne uma pessoa melhor. O real significado está no crescimento pessoal e não nos contínuos círculos de frustração que entramos quando dependemos de algo além de nós para nos satisfazer.

Essa dependência externa contribui para que o ego aumente. Quando você se coloca acima dos outros em alguma situação, o resultado não é nada satisfatório, apenas causa a inquietação das pessoas à sua volta e prejudica seu relacionamento com elas.

No momento em que a sua postura deixa de ser egocêntrica e você passa a pensar no coletivo, trabalhar em prol dos outros, acontece uma entrega sua para as pessoas e é neste ponto que está o sentido da existência. Modular suas ações para impactar as pessoas positivamente, fazer o bem, entregar amor e se entregar, gera harmonia e paz para você mesmo e seu entorno. Esse é o significado.

Assim, o primeiro passo é encontrar sentido no que você é, na sua busca, no seu papel no mundo. E tudo isso está atrelado aos valores que você escolhe para a sua vida. E quanto mais elevado eles forem, mais sentido você vai encontrar. Depois que você encontrar o seu sentido para a vida e qual é a sua função nela, todo o resto vai estar guiado por essa bússola.

A resposta de tudo depende do nível de consciência de cada pessoa. Não há resposta errada. Todos estão certos. Essa é a beleza da vida. Quando compreendemos isto, nosso coração fica leve e deixamos de sofrer com o externo tentando mudar os outros e nos concentramos em nós mesmos.

O nosso olhar e a nossa mente é que definem qual mundo vemos e vivemos.

A Felicidade não é um lugar. É possível atingir o nirvana até no meio da guerra. Só é possível encontrar a paz, se houver profundo desapego. Desapego não é deixar de ter coisas. Desapego é não precisar das coisas para ser feliz. Todo caminho em direção da simplicidade e em direção a si mesmo, nos aproxima da paz e do amor.

Comentários